Cruzamentos

Sabemos que para manter uma linhagem ou mesmo criar uma devemos ter em mente cruzamentos específicos para chegarmos ao ponto desejado.

Muitas vezes possuímos uma linhagem cuja nadadeira caudal está perfeita porém com bordas arredondadas e dorsal curta, corpo com ligeiro defeito da coluna e cores maravilhosas, ou seja, uma linhagem que possui alguns defeitos porém um grande potencial se conseguirmos melhorar o tamanho da dorsal, tornar a cauda triângulo e acabarmos com defeito na espinha.

Para isto deveremos Ter sempre uma Segunda linhagem, de peixes com estas características e com cores semelhantes a nossa primeira linhagem. Vou citar um exemplo, tenho esta linhagem que chamarei de 1 que são antigos mosaicos adquiridos no Brasil de origem de Singapura. Ela possuía aquelas características descritas e pelas cores realmente valem a pena serem trabalhados para sua melhoria.

A princípio tentei a melhora usando somente exemplares da mesma linhagem evitando inserir outra linhagem de fora, pois cruzamentos entre linhagens distintas podem ou não dar certo. Trabalhei 4 a 5 gerações, não conseguindo resultados satisfatórios, somente melhoria no tamanho do peixe porém os defeitos continuaram a aparecer. Usei cruzamentos entre primos e primas sempre escolhendo peixes grandes, pedúnculo largo e dorsal maiores, porém sempre pequenas em relação a demais linhagens.

Assim resolvi utilizar uma linhagem de multicor que possuo, cujas nadadeiras as vezes se parecem em cores com mosaico e são imensas além de bom porte e dorsal bem grande também. Inicialmente utilizei o macho multis, com cores e características mas parecidas com mosaico e uma fêmea mosaico (a maior encontrada). Com este cruzamento consegui alguns exemplares imensos, cores não tão belas quanto da linhagem mosaico porém semelhantes, dorsal em alguns grande. O fator híbrido é impressionante em guppies quando você utiliza duas linhagens puras. O macho que escolhi era impressionante pelo porte e cores. Paralelamente fiz o fator inverso, peguei um macho mosaico e duas fêmeas multis irmãs do macho utilizado no cruzamento 1. Isto porque em se tratando de fêmeas fica difícil saber se as cores se assemelham a cor do peixe que você quer produzir. As duas fêmeas eram as maiores da cria e mais robustas.

Do cruzamento consegui peixes de cores incríveis, porém o tamanho veio do macho mosaico, que não era tão grande . Resolvi então não utilizar estes para o próximo passo. Peguei então o macho do primeiro cruzamento e voltei nas fêmeas mosaico originais, sempre as maiores. O resultado foi melhor que eu esperava, consegui mosaicos 100% das cores originais, dorsais bem maiores que a original, alguns com cauda triângulo , puxando a linhagem multicor e sem defeitos na espinha. Muitas vezes estes defeitos parecem por excesso de cruzamentos consangüíneos feitos sem critério. Assim dividi estes filhotes em dois sets de matrizes. O set A eu coloquei os peixes maiores não me importando com as cores .

O set B selecionei os mosaicos mais coloridos, sempre aqueles com dorsais maiores. As fêmeas nasceram bem homogêneas, assim utilizei tanto em A e em B as maiores. O resultado esta em andamento mas já vi que dos grandes ou set A, estão crescendo peixes bem grandes e cores boas e de B peixes menores mas cores bem mais fortes. Minha meta e cruzar agora o maior peixe macho de A com fêmeas de B e o macho mais colorido de B com as maiores fêmeas de A.

Desta forma deverei obter peixes grandes e coloridos, melhorando mais minha linhagem de mosaicos . Na Quinta ou Sexta geração para frente irei pegar o macho multicor da linha B que mais se assemelha com estes mosaicos e novamente recomeçar e inserir sangue novo, pois pretendo

Ter estes mosaicos no padrão que estava querendo. Com esta primeira fase consegui 80% do que queria, mas ainda tenho de melhorar o formato da cauda ainda mais, padronizando todos os peixes em delta triângulo perfeito com porte robusto e nadadeiras perfeitas. Isto é um exemplo de como devemos fazer cruzamentos e quanto de tempo demora para conseguirmos uma linhagem perfeita. E olha que eu comecei já de linhagens puras .

Os japoneses são mestres nestes cruzamentos e alguns norte americanos. Muitas vezes quando introduzimos sangue diferente não sai nada como no cruzamento B utilizado. Sempre procuro utilizar machos do cruzamento híbrido por apresentarem as características da linhagem original visíveis.

As fêmeas são mais difíceis por terem na sua maioria cores muito semelhantes e difíceis de escolher aquela que se parece com a linhagem original ou mesmo aquela que procuramos. Muitas vezes os criadores de tanque não conseguem manter uma linhagem por este motivo, não controlam cruzamentos e a linhagem vai adquirindo defeitos rapidamente coisa que demora anos para se "limpar ".

Aconselho sempre aos iniciantes adquirirem linhagens afins pois desta forma sempre teremos como cruzar entre estas linhagens, evitando excessos de consangüinidade e alternativas de se melhorar uma e outra. Este processo de cruzamentos não tem fim pois sempre tentarei melhorar minha linhagem utilizando uma ou mais linhagens.

Destaco o criador Jim Alderson da IFGA da Califórnia e Frank Chang como os maiores melhoradores de linhagem dos USA, pois eles estão sempre fazendo estes procedimentos em outras formas e se destacam por conseguir peixes adultos em 3 meses, diminuindo assim o tempo em se obter este melhoramento pois em um ano, com alimentação reforçada eles concheguem 4 gerações, ou seja quase um ciclo de cruzamentos .No meu caso obtenho 3 gerações /ano. E destaco o trabalho em equipe pois eles dividem os cruzamentos entre eles e sempre trocam as matrizes.

Um grande abraço a todos e boa sorte nos cruzamentos, mas lembrem-se que o percentual de resultados satisfatórios dependem de qual caminho escolhemos e a partir de onde começamos aumentando significativamente o percentual de nossa sorte.

Fonte: Rodrigo Ziviani
Presidente do Clube dos Criadores de Guppy do Brasil