Comida viva

As vantagens da comida viva sobre comida viva e comida preparada são:
O que não é comido não se degrada imediatamente e não sobrecarrega o sistema de filtragem.
As comidas podem ser criadas em condições controladas e livres de bactérias patogênicas (causadoras de doenças).
Usando meios de cultura e técnicas baratas os custos são minimizados.
O mais importante, os peixes adoram apanhar coisas que tentam fugir (além disso os donos adoram ver os peixes a perseguir a comida viva).

Eis algumas das comidas vivas que o aquariofilista pode facilmente cultivar em sua casa, conforme a experiência que nelas têm os autores desta FAQ.

Índice:

  • Artémia recém-nascida
  • Artémia adulta
  • Dáfnias
  • Cyclops
  • Larvas de mosquito
  • Vermes negros
  • Vermes Grindal
  • Enquitréia
  • Minhocas
  • Vermes do Vinagre
  • Infusórios
  • Microvermes
  • Moscas da Fruta
.

Fonte: transcrito do site Alexandre Peres
Contribuição de Oleg Kiselev, Don Wilson, e Steve Bartling
Tradução de Miguel Figueiredo, adaptação Alexandre Lacerda

  • Direitos de Autor: As FAQ existem graças à contribuição dos participantes na Net e, como tal, pertencem aos leitores dos newsgroups de aquariofilia. Os artigos com menção estão sujeitos aos direitos dos respectivos autores. Cópias das FAQs podem ser feitas livremente desde que distribuídas gratuitamente e incluídos os autores e a reserva de direitos.